IPAM realiza reuniões de avaliação do Projeto Assentamentos Sustentáveis na Amazônia

Reunião de monitoramento do PAS em PacajáA equipe técnica do IPAM realizou, em março deste ano, algumas reuniões com beneficiários do Projeto Assentamentos Sustentáveis na Amazônia (PAS), para avaliar o andamento de suas atividades. Com o apoio de representantes da FVPP e de parceiros locais, as reuniões aconteceram nas Casas Familiares Rurais nos municípios de Anapu, Senador José Porfirio e Pacajá, e foram acompanhadas por agricultores beneficiados, agentes comunitários, representantes das prefeituras, sindicatos dos trabalhadores e trabalhadoras rurais representantes de associações locais.

Desde o início do projeto em 2012, o PAS já viabilizou diversos diagnósticos socioeconômicos e ambientais das terras, além de seus planos de uso, a elaboração dos Cadastros Ambientais Rurais e emissão de 750 dispensas de Licença Ambiental. Cerca de 350 famílias recebem pagamento por serviços ambientais que em 2014 totalizaram investimentos de R$ 588 mil reais, para apoiar a transição produtiva nas propriedades.

Ainda estão em andamento diversas atividades relacionadas à produção como a intensificação da pecuária, através da rotação de pastagens e manejo do rebanho, produção de grãos através de roças mecanizadas, criação de pequenos animais, implantação de sistemas agroflorestais, piscicultura e fruticultura. Além disso, foram entregues aos agricultores insumos agrícolas para o desenvolvimento dessas atividades, como também arame, adubo, pulverizadores, plantadeiras/adubadeiras, carrinhos de mão e sementes.

Para o agricultor Siriaco Pereira, os resultados obtidos estão sendo satisfatórios. “A equipe do PAS nos ajuda muito não só com orientação, mas também com materiais para aplicarmos o que aprendemos. Vale muito a pena os esforços feitos por todos, porque as roças estão cada vez melhores e agora acredito que conseguirei aumentar minha produção”.

Cássio Pereira coordenador  técnico do PASDe acordo com as avaliações realizadas pelos envolvidos, a etapa preparatória do projeto, em que foram realizados o diagnóstico, a elaboração do plano de uso das terras e a regularização ambiental, foi considerada demorada, o que gerou insatisfações nas famílias. Já a etapa atual, de assessoramento técnico e investimentos nos sistemas de produção, está satisfazendo os anseios das famílias envolvidas. “O PAS entrou numa fase intensa de atuação direta na economia das propriedades, um grande diferencial do projeto é o fato das famílias trabalharem dentro da regularidade ambiental”, destacou Cássio Pereira, coordenador técnico do PAS.

O Projeto Assentamentos Sustentáveis na Amazônia teve início no final de 2012 e visa promover uma transformação da base produtiva dos assentamentos de reforma agrária da Amazônia, aumentando a rentabilidade das áreas já abertas e desta maneira contribuindo para a redução do desmatamento. Na região Transamazônica, o PAS apoia 12 grupos de famílias, sendo três grupos em Anapu, três em Senador José Porfirio e seis grupos em Pacajá, totalizando aproximadamente 450 famílias beneficiadas com as atividades.

 

Naiane Vargas/ IPAM

 

Tags: ,

Nenhum comentário.

Deixe um comentário